20 de agosto

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
1/06/22 às 14h37 - Atualizado em 20/06/22 às 16h29

Águas Claras se destaca em número de calçadas, ciclovias e ciclofaixas

COMPARTILHAR

Dados da Pdad 2021 referentes a oito cidades do DF, apresentados nesta quarta (1º), mostram também que 89,6% dos moradores da RA possuem CNH, número acima da média nacional, que é de quase 63%

 

Águas Claras está entre as regiões administrativas do Distrito Federal com o maior número de calçadas que dão acesso a domicílios – quase 99% das casas –, de ciclovias (pouco mais de 24 km de trecho) e ciclofaixas – quase 8 km de percursos espalhados pelas avenidas Araucárias e Castanheiras.

Essa estrutura facilita muito, por exemplo, o acesso de serviços delivery, como os de comidas e remédios, e oferece segurança para quem depende do veículo sobre duas rodas para circular pela cidade. Caso do jovem Mário Francisco Alves, 25 anos, morador de Ceilândia e repositor de produtos de um grande atacadista localizado na Avenida das Araucárias, em Águas Claras.

“De segunda a sábado, venho de bicicleta de Ceilândia até Águas Claras. Então circulo bastante de bike por aqui”, conta. “Acho importante as ciclofaixas, me deixam mais seguro. A questão é a responsabilidade de cada motorista ao volante”, observa com convicção.

Pesquisa Domiciliar 2021

Os números foram revelados na Pesquisa Distrital de Amostragem por Domicílio (Pdad) 2021, apresentados pela Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan), nesta quarta-feira (1º), em evento realizado na Administração Regional do Núcleo Bandeirante.

Os índices fazem parte do terceiro encontro de divulgação de dados por região, que desta vez teve como foco a Unidade de Planejamento Territorial (UPT) Central Adjacente 2. Essa UPT envolve, além de Águas Claras, as cidades de Guará, Núcleo Bandeirante, Riacho Fundo, SCIA-Estrutural, Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), Vicente Pires e Arniqueira. Quase 31 mil domicílios participaram do estudo.

“Essa pesquisa realizada pelo GDF, por meio da Codeplan, é importante porque norteia os gestores em relação aos anseios e demandas da população, nos mostra o caminho que a gente deve seguir para atender a comunidade”, destacou o administrador do Núcleo Bandeirante, Cláudio Márcio de Oliveira.

Ainda sobre mobilidade em Águas Claras, a Pdad 2021 mostra que a cidade é, entre as que participaram da pesquisa, a região administrativa com maior número de moradores com posse de Carteira Nacional de Motorista (CNH), 89,6%. Número, diga-se de passagem, acima da média nacional, que é de quase 63%.

Essa realidade faz parte da rotina da servidora Sarah Vasconcelos, 41 anos, que depende do veículo para comprar mantimentos para casa, levar a filha de quase 1 ano ao médico ou pegar o marido na estação do metrô após o expediente. “Ter carro e habilitação para dirigir há muito tempo deixou de ser luxo e virou necessidade”, observa. “A maioria dos prédios por aqui, eu acredito, têm dois carros por apartamento”, avalia.

Cães e gatos

Outros dados relevantes da pesquisa revelam que, das oito cidades que fizeram parte dessa fase, Águas Claras também lidera o ranking de pessoas casadas, com 56,4% dos dados. Ao mesmo tempo, o Núcleo Bandeirante apresenta o maior percentual com pessoas morando sozinhas, 25,3%.

O Setor de Indústria e Abastecimento (SIA) é a RA com o maior número de casais sem filho do grupo, com 30,4%. E também lidera a lista do DF com população economicamente ativa (PEA), representando quase 70% dos casos.

Ainda segundo a pesquisa, 43,8% da população do Guará trabalham no Plano Piloto e número quase idêntico, ou seja, 43,2% de moradores da Estrutural trabalham na própria localidade em que moram.

Com relação aos animais domésticos, o cachorro ainda é a grande preferência dos moradores dessas cidades, sendo que quase 50% de moradores de Vicente Pires têm um ou mais caninos em casa e 18, 5% de gatos estão concentrados nas residências da Estrutural. Em seguida vem o Núcleo Bandeirante, com 14,3% dos números de felinos.

“Depois que fiquei viúva e meus filhos casaram e foram embora, meus gatinhos são minhas únicas companhias”, revela a aposentada Ester Rodrigues Silveira, 73 anos, moradora do Núcleo Bandeirante. “Eles ajudam a preencher o meu tempo, são meus verdadeiros amigos”, garante.

A Pdad é realizada pela Codeplan com periodicidade bianual e tem objetivo de traçar um perfil socioeconômico das 33 RAs. A próxima apresentação de resultados será no dia 8 de junho, em Taguatinga, contemplando a UPT  Oeste, que engloba Brazlândia, Ceilândia, Taguatinga e Sol Nascente/Pôr do Sol.

“Das oito cidades que participam da UPT Central Adjacente 2, Águas Claras é a região administrativa com melhor realidade social, situação que se deve à separação de Arniqueira”, compara Thiago Mendes Rosa, chefe de gabinete da Diretoria de Estudos e Pesquisas Socioeconômicos da Codeplan. “Uma realidade que vamos ver parecida na semana que vem em relação a Ceilândia e Sol Nascente/Pôr do Sol”, avalia o técnico.

** Com informações e fotos da Agência Brasília

Mapa do site Dúvidas frequentes