16 de abril

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
16/10/12 às 15h42 - Atualizado em 29/10/18 às 10h59

Novo caminhão reforça serviço da CEB

COMPARTILHAR

Veículo com prancha e guindauto é avaliado em R$ 600 mil e tem capacidade para levantar até 14 toneladas

A Companhia Energética de Brasília (CEB) recebeu nesta semana um caminhão trucado com prancha e guindauto. Avaliado em cerca de R$ 600 mil, ele tem capacidade de carga de 29 toneladas e pode levantar até 14 toneladas. O modelo será usado na troca de transformadores e em serviços de atendimento emergenciais.

A entrega de veículo encerra a primeira etapa de modernização da companhia energética, que já recebeu este ano mais 28 automóveis, entre caminhões semileves e vans furgão, além de recuperar 15 carros a partir do aproveitamento de peças de outros modelos mais antigos.

Todos os veículos estão sendo utilizados em reparos, como emendas de cabos, troca de para-raios e chaves seccionadoras, e em novas ligações de energia para ajudar no atendimento comercial. “Com nossa frota renovada, estamos tendo condições de atender melhor a população”, afirmou o presidente da empresa, Rubem Fonseca.

Os caminhões estão de acordo com todas as normas de segurança, possuem equipamentos modernos, como cesto aéreo com 10,5m de alcance e escada hidráulica, o que trará mais agilidade aos serviços.

Infraestrutura – Com o encerramento da primeira fase de renovação da empresa, começa a partir deste mês a entrega das obras que vão melhorar o sistema de distribuição de energia no DF. Segundo Rubem Fonseca, serão inauguradas nove subestações e sete linhas de alta tensão até junho de 2013.

Estarão prontas para entrar em operação, até o fim de outubro, duas subestações – a do Núcleo Bandeirante e a do Gama, que foi ampliada de 34,5 kv para 138 Kv – e uma linha de alta tensão em Samambaia, que vai energizar o Núcleo Bandeirante.

Em novembro, a CEB deve inaugurar a linha de transmissão entre Santa Maria e Mangueiral, e, no fim do ano, a de Águas Claras.

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros